domingo, 12 de junho de 2011

DÚVIDA SOBRE: REGÊNCIA VERBAL

Selecionamos a seguinte dúvida que nos foi enviada por e-mail:


"Tenho uma dúvida e gostaria de saber se vocês tem como me ajudar...

(BB) Alternatica correta
a) precisei de que fosses comigo
b) avisei-lhe da mudança de horário
c) imcumbiu-me para realizar o negócio
d) recusei-me em fazer os exames
e) convenceu-se nos erros cometidos

Desde já, agradeco a sua ajuda"


RESPOSTA:



Essa é uma questão sobre regência verbal. Vejamos:



a) precisei de que fosses comigo
 --> verbo PRECISAR: quem precisa, precisa de algo ou de alguém
      O verbo rege a preposição DE:
  • Precisei de algo
                Esse "algo" = "que fosses comigo"
  • Precisei de que fosses comigo.


b) avisei-lhe da mudança de horário
--> verbo AVISAR: quem avisa, avisa alguém de algo ou avisa a alguém algo
      Veja que há duas possibilidades:
  1. avisar + objeto direto (avisar alguém) + objeto indireto (avisar de/sobre algo)
  2. avisar + objeto indireto (avisar a alguém --> rege a preposição A + objeto direto (avisar algo)

  • Avisei-lhe...
           "lhe" = objeto indireto --> significa a ele ou a ela ==> avisei A ele/ela

           O uso do pronome oblíquo "lhe" não está incorreto, mas é possível usar o pronome "o/a":

                Avisei-o... 
                Avisei-a... 

  • Avisei-lhe da mudança.
             "da mudança" --> não deve haver a preposição "da".

             A regência, nesse caso, é: avisar a alguém algo.

                  a alguém = "lhe" (a ele/ela)
                  algo = "mudança"


Corrigindo: Avisei-lhe da a mudança.    ou   Avisei-lhe o/a da mudança.
c) imcumbiu-me para realizar o negócio
--> verbo INCUMBIR: quem incumbe, incumbe alguém de algo
O verbo pede dois complementos: "alguém" e "algo": em relação ao "alguém", o verbo não rege preposição alguma (objeto direto), em relação ao "algo", o verbo rege a preposição DE (objeto indireto).

  • incumbiu alguém...    
          incumbiu-me...

                   "alguém" = "me"

  • incumbiu-me de algo.
          incumbiu-me de realizar o negócio.

                    "algo" = "realizar o negócio"


Corrigindo: incumbiu-me para de realizar o negócio.


d) recusei-me em fazer os exames

--> verbo RECUSAR-SE: quem se recusa, recusa-se a alguma coisa
     O verbo rege a preposição A.
  • recusei-me a algo.
          recusei-me a fazer os exames.
                     "algo" = "fazer os exames"

Corrigindo: recusei-me em  a fazer os exames.


e) convenceu-se nos erros cometidos

--> verbo CONVENCER-SE: quem se convence, convence-se de alguma coisa ou a alguma coisa
O verbo rege a preposição DE ou a preposição A.

  • convenceu-se de algo. (veja que, nesse caso, a preposição DE é mais adequada)
          convenceu-se dos erros cometidos.

                     "algo" = "erros cometidos"


Corrigindo: convenceu-se nos dos erros cometidos.

4 comentários:

  1. Ajudou MUITO!! Obrigado! Muito legal!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela explicação simples, rápida e eficiente. Gostei!!

    ResponderExcluir